BOLETIM AAFIB 113 - JUlHO 2016

Associação dos Antigos Funcionários Internacionais do Brasil                                                                      

( aafib.org.br )    Fundada em 1987       Afiliada à  FAFICS

 

Tempos Emergentes

Nos próximos meses o país vai viver em estado de graça, com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos envolvendo diretamente o Rio de Janeiro, mas irradiando para todo o território nacional. Ninguém duvida sobre a dificuldade de entender este país, onde ao mesmo tempo se desenrola um melodrama político capaz de mover o seu destino pelos próximos tempos. E tudo isso dentro de um clima de crise econômica com inflação e desemprego. É muita coisa junta para ter-se em conta!

Mesmo uma comunidade já familiarizada com o transitório, como a nossa, não pode deixar de sentir desconforto e ansiedade com a situação. O dólar, uma de nossas preocupações permanentes, mergulha de novo em contexto de incertezas.  Ele não tem sido apenas flutuante, ele expõe limites bastante indefinidos.  Refletindo a instabilidade internacional, os Estados Unidos já acena para um comportamento cuidadoso, o que torna o Brasil uma meta desejável tão logo consiga superar os conflitos políticos atuais e ganhar um pouco de estabilidade.   Com a revoada de capitais chegando com sede ao pote, será difícil segurar o dólar em valores razoáveis. Volta também a tentação de usar essa moeda como instrumento de combate à inflação, em lugar de intensificar os investimentos na produção, de maior efetividade no tempo, mas de maiores dificuldades a curto prazo.  Que venham as festas, vamos desfrutar das emoções à vista, quase na pele, que nos vão proporcionar esses eventos talvez únicos em nossas vidas.

                                                                                

O Teatro como Terapia para a Idade

 

O teatro pode contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas de idade.

O neurologista, Facundo Manes, argumenta que a criatividade não é um evento mágico de inspiração acidental. Origina-se no cérebro e leva a um estado elevado de motivação que produz atenção sustentada. Para enfrentar desculpas como “isso não é mais pra mim, não sou mais capaz de” e muitas outras que são usadas com frequência, se afirma o valor fundamental que tem a criatividade como agente de mudança. O objetivo é estimular e desenvolver o potencial do indivíduo e promover sua autoestima. Aqui é onde vem desempenhar grande papel o teatro-terapia, uma disciplina que se baseia no palco para diversão e atividade criativa através de jogos de improvisação, autoconsciência e grupos de coesão. A música e o teatro em si são duas ferramentas de valor inestimáveis. São de especial importância para a concepção de todo o programa de teatro-terapia para idosos com uma abordagem interdisciplinar que incentiva a expressividade gestual e a gestão do corpo no espaço, para gerar e controlar os impulsos emocionais, promover a memória e a interação das pessoas.

O humor e jogos de humor são fundamentais: eles permitem desdramatizar os conflitos e tensões, gerar a possibilidade de rever ideias e preconceitos, enriquecer as relações interpessoais através da alternância de papéis e, em última análise, melhorar a qualidade mental e emocional do indivíduo. No entanto, um aviso importante foi feito a este respeito, citando as palavras do psicólogo e ator argentino Eduardo Pavlovsky: "não posso jogar pela metade. Se você jogar, você joga fundo." Em outras palavras, dar uma resposta séria ao desafio. Em síntese, seria como aceitar o passado, significar o presente e planejar o futuro.   (Adaptado do Noticiero AFICS Argentina de abril-junho)

Reunião de Programação da AAFIB

 

A reunião foi também uma oportunidade para comemorar devidamente a Páscoa.

As atividades foram apresentadas para receber comentários dos presentes.

1--Maria America informou que a regularização junto à Receita Federal foi concluída e que se tornou necessária a contratação de um contador para monitorar e formatar as prestações de contas mensalmente, mesmo não havendo movimentação no período.

2--Foram apreciados os êxitos no funcionamento dos Núcleos de Brasília e São Paulo, o que nos confirmam as vantagens de organização associativa através dos Núcleos e reforça a criação do Núcleo do Rio de Janeiro, AAFIB\RJ. A criação desse Núcleo tem   como objetivo o desenvolvimento de aspectos culturais, assistenciais e discussão sobre temas de interesse geral, além de propor momentos de confraternização (Páscoa e Natal, aniversários do mês), enfim buscar maior solidariedade em atividades presenciais.

3--Com esse esquema a Diretoria poderá se dedicar mais especialmente às funções prioritárias: a relação com a FAFICS e outras AFICS da Região Latino-Americana, as relações com o Sistema das Nações Unidas, a defesa dos interesses gerais da comunidade, e outros assuntos comuns a todos os Núcleos. Considerou-se que a AAFIB deveria produzir mais ideias para a FAFICS sobre pensão e saúde.

4--Foi considerado positivo o estreitamente das relações com a área de RH das Agências. Atualmente todas as Organizações têm um ponto focal encarregado de prestar serviço ao pessoal, inclusive aos aposentados, a partir da sua relação com o Fundo de Pensão e os Seguros de Saúde.

5—Foram dirigidos agradecimentos específicos ao UNIC-Rio e ao Centro de Panaftosa\OPAS\OMS que acolheram a AAFIB desde sua criação, sendo que foi entregue ao Diretor do UNIC uma placa de reconhecimento como membro honorário (Uma placa de mesmo teor foi entregue ao diretor do Centro Panaftosa em outra ocasião).

6--Foi destacado o papel do Boletim e do Website como instrumentos mais relevantes de integração dos colegas habitantes em outros estados

7--Considerou-se que a AAFIB deveria ser administrada por pelo menos 6 a 7 pessoas para atender todos os aspectos definidos nos Estatutos. As comunicações telefônicas foram destacadas como importantes meios de aproximação dos associados, de levar uma palavra amiga ou de conforto, e de solucionar problemas com requerimentos do Fundo.

8--Foi lembrado que a função de prestação de serviço voluntário ao Sistema não tem sido atendida adequadamente, sendo um ponto de apoio da participação da FAFICS na ECOSOC. Um relatório da FAFICS foi publicado este ano na ECOSOC sem qualquer contribuição da AAFIB. Algumas intervenções da AAFIB poderiam ser feitas: palestras nas escolas sobre ONU; e consultoria especializada para instituições brasileiras.                

9--Foi citado o projeto de um ponto focal para acompanhar os esforços do Sistema no tratamento do problema dos idosos.  Maria Helena Henriques Mueller comprometeu-se em apresentar um documento sobre a longevidade e montar uma equipe de trabalho.

10—A apresentação de Sugiyama Iutaka mostrou as dificuldades internas existentes para administração dos recursos financeiros e serviços do Fundo de Pensões.

Propostas apresentadas:

1 – Promover efetiva participação da AAFIB nas reuniões da FAFICS; Formar um grupo de trabalho para estudar a atuação da FAFICS (estudar todas as circulares, por exemplo);

2 – Ampliar a atuação da AAFIB no Brasil;

3 – Atuar de forma relevante com as AFICS da América Latina;

4 -- Realizar um levantamento de todos os planos de saúde existentes no Brasil no âmbito das agências, para organizar um esquema de orientação dos associados;

Realizar em cada reunião a apresentação do plano de saúde institucional de uma agência; Maria H. Muller se comprometeu a fazer a apresentação do plano da Cigna.

5 – Organização de equipes de trabalho para cuidar dos assuntos ligados ao Fundo de Pensão e aos Seguros de Saúde, destinados também a prestar assistência aos associados; Paulo Cezar Pinto assumiu o compromisso de discutir com César Vieira, para a identificação e sistematização dos planos de saúde existentes no Brasil em torno de 12 a 13;

6 – Solicitar a apresentação de um documento breve sobre as informações fornecidas pelo colega Sugiyama Iutaka para todos os associados;

 

Registro da reunião realizado por Maria America  Diniz Reis

UNIC-Rio, 26 de abril de 2016 .

Núcleo Brasília (AAFIB\DF) se reuniu em 08/06/16

Giovanni Quaglia abriu a reunião com as boas vindas aos dois novos associados, Carlos Castro e Régia Fernanda Freire, ambos do PNUD, que acabaram de formalizar a filiação à AAFIB. Em seguida apresentou a palestra programada para a reunião: de Ralph Hakkert  sobre o Envelhecimento da População Mundial . Ralph destacou alguns aspectos:  

 

a) Desafios demográficos atuais:  i. Migração internacional;  ii. Urbanização;    iii. Elevada fecundidade em alguns países (África em geral, alguns países da Ásia e Estados Unidos); os países europeus são os maiores financiadores de programas voltados às questões populacionais e estão muito preocupados com o crescimento demográfico na África, com reflexos na corrente migratória em massa para a Europa. O crescimento populacional está muito mais localizado do que até ha poucas décadas, quando era mais uniforme em todo o mundo, até 2100, 78 países vão perder e 150 vão ganhar população, dos quais cerca de 75 países estão em extrema pobreza.  Há diminuição dos nascimentos na maioria dos países desenvolvidos e aumento crescente da população da 3ª idade em todo o mundo;                                                                                                                                                                                                                             

b) Falta de políticas governamentais e dos organismos internacionais para contemplar a população acima de 60 anos em toda sua complexidade: saúde, previdência, inclusão social, mercado de trabalho e combate à discriminação. Atualmente, de 25 a 30% da população mundial tem mais de 60 anos, fazendo dos idosos o grande tema de mudança estrutural na população e em 2050 o número de centenários terá aumentado mais que o número de crianças.   

c) Ainda existem poucas especificidades nos direitos às diferentes faixas etárias e os idosos são invisíveis e desconsiderados em muitas pesquisas, como a da AIDS, que só abrange população até 49 anos. De acordo com estudos feitos por diversas entidades, torna-se urgente que sejam elaboradas políticas que contemplem este segmento da população, que cresce no mundo inteiro e que a partir de 2050 irá representar uma parcela significativa da população mundial. A ONU tem um papel importante a desempenhar, é urgente que se estruture para responder a essa transformação demográfica radical e atender à população mais velha tal como no passado se estruturou para atender às crianças. Considerando a importância numérica e as consequências sociais, o que a ONU tem feito é insuficiente.                                                                                                                                                      

 

d) A ênfase no envelhecimento da população demanda expertise com abordagem diferente da usada pelo UNFPA para os problemas tradicionais, que não contempla nem envelhecimento, nem urbanização. 

 

e) Outra questão de âmbito mundial é a relação entre pobreza e previdência, tanto porque em muitos países os idosos são os mais pobres como também pela atual incapacidade dos governos de assegurarem a liquidez necessária para garantir fundos previdenciários no longo prazo, como é o caso do Brasil, onde se nota dificuldade dos órgãos governamentais, incluindo do Congresso Nacional, para elaborar políticas abrangentes e eficazes.                                                                                                                                                 

Certificates of Entitlement: 

 

O Pension Fund anunciou que iniciaria no final de maio o envio dos CEs para todos os pensionistas. Afinal os envios foram consumados em fins de junho e devem estar chegando aos destinos agora em julho. Foi solicitado que os colegas avisem aos demais do grupo, por e-mail, na medida em que forem recebendo.                                                                                                                                                          

 

Eleições da Diretoria da AAFIB: 

 

Serão realizadas em fins de agosto ou início de setembro. Além dos cargos fixos de presidente, vice-presidente, secretário e tesoureiro, o presidente Alexim sugeriu que associados se apresentem para temas ligados à execução do programa de ação, como saúde, pensão e outros de interesse coletivo. Os candidatos devem inscrever-se com a Diretoria.  Por razões óbvias de logística, os cargos de tesoureiro\a e secretário\a deverão ser ocupados por associados do Rio de Janeiro. Giovanni Quaglia estimulou que colegas de Brasília se candidatem.                                                                                                                                                   

Maior interação social:

 

Por sugestão do Milton Thiago de Mello, ficou acertado um evento de associados e familiares, em princípio um jantar a ser organizado próximo do final do ano. Estiveram presentes os seguintes associados: Cristina Montenegro; Eliana Maria Martins Ferreira; Eunir Soares de Genovese; George Martine; Giovanni Quaglia; Ivo Steffen; Jeanne Sawaya; Juan Zavattiero; Julio Suarez; Júnia Puglia; Maria Dulce Almeida; Maria Helena Diogo; Miguel Genovese; Milton Thiago de Mello; Ralph Hakkert; Régia Fernanda Freire.

Nosso Fundo em Risco?  ASSINE AGORA (LINK PARA A PETIÇÃO ABAIXO)!

Com essa chamada os sites de Nova York ligados a um sindicato e associações do pessoal continuam a proclamar os riscos que estariam rondando nosso Fundo. Dada a importância do assunto nos cabe, na periferia, pelo menos ficar muito atentos. Neste momento está reunido o Conselho do Fundo e na semana passada esteve reunido o Conselho da FAFICS, todos os dois em Viena. Seguramente teremos novidades de ambos os grupos nos próximos dias ou semanas.                                                             

 

As denúncias: 

 

1- Nova proposta abre caminho para a saída do Fundo de Pensões da ONU e terceirização do investimento. Regras financeiras propostas removem o Fundo de Pensão da Organização das Nações Unidas e permitem a terceirização liberal para bancos e fundos de hedge. Isto é apoiado pela nova política de recursos humanos que reduz a independência do pessoal que gere o nosso dinheiro e agrava o clima de medo dentro do Fundo.  Para proteger nossa renda de aposentadoria, os sindicatos clamam aos Membros do Conselho do Fundo para bloquear novas regras financeiras, e ao Secretário-Geral para anular as alterações do acordo de recursos humanos.                                                                                                                                   2- Nenhum resultado ainda da investigação sobre as alegações de fraude pelo CEO. Atrasos de pagamento de pensão continuam a ser significativos apesar das afirmações em contrário. Os sindicatos demandam mudança na liderança do Fundo.                           

 

Em resposta a esse libelo a presidente da nossa Federação (FAFICS) nos envia a nota que publicamos abaixo:

 

MENSAGEM DA FAFICS: Nosso Fundo de Pensão  (14 de julho de 2016)

 

FAFICS atualmente está participando da sessão do Conselho do Fundo de Pensão, em Viena. Nos últimos dias você pode ter recebido uma petição intitulada "Proteger nosso Fundo de Pensão" de CCISUA e alguns representantes do pessoal baseados em Nova York pedindo a sua assinatura. Esta última petição contém imprecisões significativas, repetindo, por exemplo, velhas alegações de fraude de que o CEO tinha sido completamente desmarcado por OIOS há alguns meses. Ainda afirma que novas regras financeiras estão sendo propostas para o Fundo habilitar o CEO para assumir os investimentos do Fundo e terceirizá-los para Wall Street. Se essa narrativa parece familiar, é porque é uma repetição do que já foi usado no ano passado na campanha por representantes de pessoal contra o Memorando de Entendimento (MoU). Este ano o projeto de regulamentação financeira está alimentando a falsa narrativa. Sindicatos de funcionários em Viena não oferecem suporte à petição preparada pelo CCISUA.

Um exemplo disso vem do Conselho do Pessoal da ONUDI e representantes dos participantes na Comissão de Pensão do Pessoal (SPC):                                                                                                             

 a proposição do CCISUA envia alarmantes sinais e contém algumas informações imprecisas.  As complexidades das questões não podem ser resolvidas simplesmente por petição.   O Conselho do Fundo de Pensão realiza sua reunião anual em Viena atualmente e as partes interessadas, incluindo os seus representantes eleitos, terão a oportunidade de discutir todas as questões pertinentes para ajudar a manter a saúde e a longevidade do Fundo.   Os tópicos levantados na petição não são novos. As alterações propostas para a regulamentação financeira, bem como a política de recursos humanos e outras questões estão sendo discutidas pelo Conselho e continuamente abordadas em todos os níveis adequados.                                                                           

FAFICS vai continuar a representar os interesses dos aposentados no Conselho do Fundo de Pensão e é por isso que não pode suportar uma petição que distorce os fatos. Continuaremos a mantê-los informados.

OS CERTIFICADOS DE TITULARIDADE

 

Finalmente começam a chegar as cartas que atestam anualmente que o membro do Fundo continua habilitado. Foram anunciadas para maio, mas saíram de Nova York em fins de junho e só agora o correio nos faz a entrega. Se a carta não chegar até fins de julho convém nos avisar para acompanharmos as instruções do Fundo de Pensão. Há bastante elasticidade nos procedimentos, mas convém se livrar da obrigação o mais breve possível. A carta precisa ser datada, assinada e remetida de volta ao Fundo, por correio, preferencialmente registrada. A AAFIB estará à disposição para esclarecimentos e orientação.

 

 PROCESSO ELEITORAL DA AAFIB

 

Como vem sendo divulgado, a AAFIB já deu início aos procedimentos necessários para realizar a primeira eleição efetivamente comunitária, envolvendo todos os seus associados. Preliminarmente a Tesouraria vem colocando as cobranças em dia para gerar a lista de associados habilitados para votar e ser votados. Uma vez publicada a lista, e salvo eventuais correções, qualquer membro da AAFIB pode se lançar candidato ou mostrar interesse em servir mais diretamente à associação, exercendo algum dos cargos de coordenação ou assessoria.

Quando se dispuser das candidaturas será divulgada a lista oficial para ser votada. Se não houver candidaturas suficientes a Diretoria, em benefício da AAFIB, irá negociar nomes e propor chapas para referendo da comunidade de eleitores. De todo modo, os eleitos serão resultado de apoio explícito da maioria dos associados.

A única forma de fortalecer nossa Associação é contando com a participação ativa de bom número de membros.

Há uma proposta de programação fundamentada na experiência da atual Diretoria, e sobretudo, se pode afirmar que a nova Diretoria recebe uma associação robusta e saudável.

Participe da melhor maneira que lhe for desejável e possível.

 

ANIVERSARIANTES DE JULHO (nossos cumprimentos)

 

03\07    Paulo Cezar Pinto    RJ                 03\07     Luis Carlos Rangel Soares   PB

03\07    José Barleto   SP                           05\07     Eglantina Moragiannis    RJ

07\07    João Carlos Alexim   RJ               10\07     Maximiano Teixeira da Silva   RJ

14\07    Eliane O. Schwieger    RJ                16\07     José Azevedo   RJ

23\07   Maria America Reis  RJ                 25\07     Maria Valderez    RJ

 

EXPEDIENTE:

 

Diretoria da AAFIB:   aafib@aafib.net;

jcalexim@terra.com.br;  João Carlos Alexim       Presidente

giovanni.quaglia@gmail.com; Giovanni Quaglia  Vice-presidente e diretor Núcleo Brasilia

evelrocha@gmail.com;          Evelyn Rocha   Secretária

dinizreismaria@gmail.com;   Maria America Diniz Reis   Tesoureira e diretora Núcleo RJ

 

Diretor Núcleo Baixada Fluminense\CPFA: Ilacir de Carvalho                                                                                                                                                                                                                       

Diretor Núcleo São Paulo: Udo Bock         

Diretor Área Saúde: Cesar Vieira  

Gerente do Site (aafib.net): Sumaya Garcia                                                                                                                                                                                                                                                     

Sede da AAFIB: Av. Marechal Floriano 196 Palácio Itamaraty: 

UNIC-Rio\ Centro\ Rio de Janeiro\ RJ \ CEP 20080-002.