BOLETIM AAFIB 111 - MAIO 2016

Associação dos Antigos Funcionários Internacionais do Brasil                                                                      

( aafib.org.br )    Fundada em 1987       Afiliada à  FAFICS

 

Salve maio que acomoda importantes comemorações como o Dia do Trabalho, o Dia das Mães, a Abolição da Escravatura e o feriado de Corpus Christi.

É também o mês em que o FUNDO de PENSÕES vai enviar a carta anual que corresponde ao Certificado de Titularidade de Benefícios de seus Membros. Numa data de maio, ainda não conhecida, o Fundo vai fazer as primeiras remessas. E os

associados terão um tempo razoável para receber, conferir os dados, assinar e devolver pelo correio. Sem estresse, apenas com atenção, o associado deverá aguardar o trabalho do correio, que poderá variar de prazo na distribuição da correspondência

no país.

A CARTA ESTÁ CHEGANDO

Chega finalmente o momento dos CEs (Certificate of Entitlement \ Certificado de Titularidade), o documento que a gente recebe todo ano para completar, assinar e devolver. O Fundo utiliza o CE para verificar a elegibilidade contínua do aposentado e

dos benefícios que estão recebendo. O CE com a assinatura ou impressão digital dos aposentados ou beneficiários iniciais, deve ser devolvido ao Fundo logo que possível e o mais tardar até 6 meses a partir da data impressa no formulário, para evitar o risco

de uma suspensão do benefício. O CE pode ser devolvido a qualquer dos escritórios de Genebra ou Nova York. Jay Sanderesan, secretário da FAFICS, nos informa sobre o caso: “Sei que no final deste mês o UNJSPF enviará os formulários do CE. Não tenho as

datas exatas agora. Se souber de algo sobre isso, vou informar. Os novos USERIDs foram preparados para o uso de acordo com o novo sistema (IPAS). Estou tentando lançar a nova versão do Boletim FAFICS Matters onde vai haver algo sobre os novos

recursos do sistema IPAS que o Fundo está implementando atualmente”. Vamos aguardar com calma os desdobramentos desse processo. Manter a AAFIB informada poderá ajudar quando se mostrar necessário. 

 

Durou pouco a farra do dólar

 

Depois de muitos anos em baixa o dólar esteve nos últimos meses em novo patamar, chegando a valer 4 reais, por poucos dias. Agora está de novo com viés de baixa, mas o principal problema é justamente a caminhada errática, que não permite conforto aos que dependem de seu status para planejar a vida e o futuro. A estabilidade da moeda é mais importante que o seu valor, guardadas as proporções. Lembramos que certa vez, no tempo da tablita argentina, com a economia dolarizada, um taxista em Buenos Aires, respondendo a um comentário sobre o elevado custo de vida naquela capital, assegurava com tranquilidade: “mas eu sei que posso me endividar porque daqui a anos estarei pagando o valor planejado”. Era certo, mas ele mal sabia que pouco depois a tablita cairia por terra e o caos entraria em cena.

O Conselho da FAFICS se reunirá em julho em Viena

As datas são sempre pouco oportunas porque coincidem com altas temporadas e os custos ficam elevados. Mas o argumento é, em parte, válido: facilitar a presença dos dirigentes do Fundo em reuniões plenárias da FAFICS. Permite um relato presencial e

debate com os seus membros. Não é explicitado mas parece que atende também à realização no clima do Fundo, que se reúne uma semana antes ou depois do Conselho da FAFICS (Entre 8 e 13 de julho).

A reunião inclui anualmente a eleição (ou reeleição) do/a Presidente e dos demais cargos (secretário/a, tesoureiro/a e os vice-presidentes regionais). Não há previsão de surpresas nesse quesito, o atual Diretório deve ter continuidade.

Mas teremos a já tradicional sessão de encontro com o CEO e a RSG para Investimentos do Fundo. Eles apresentam o estado da arte e depois respondem a comentários e perguntas dos participantes da FAFICS. Uma oportunidade única para colocar questões livremente. Podem também ser apresentadas questões antecipadas por e-mail ou correio. No âmbito dos questionamentos em Nova York sobre supostos riscos aos nossos investimentos e o mau funcionamento dos serviços do Fundo, essa sessão pode ser bastante delicada.

Outra novidade será a apresentação do resultado da Reunião Regional dos países latino-americanos, onde se destacam a postura contra eventual uso dos Planos Nacionais de Saúde como recurso básico dos Seguros de Saúde dos Organismos do

Sistema, e a moção da AFICS do Uruguai, apoiada pelos países da região, para estabelecer a votação unitária e consensual nas decisões da FAFICS.

No próximo Boletim teremos informações mais atualizadas sobre o evento. E continua aberta a possibilidade de algum associado decidir representar a AAFIB, estando de viagem por conta própria pela região na proximidade do Conselho.

O representante da AAFIB deverá preparar-se para discutir os temas da agenda, principalmente aqueles em que a AAFIB já definiu uma posição. Para isso receberá material e orientação da diretoria.

Repescagem na Mídia: Repensando o Mundo

De Paris, de onde vinham no passado todas as grandes teorias e explicações do mundo, surge um novo movimento com pretensões internacionais, que se articula na busca de novas soluções a problemas gerais. Um protesto global, que deve mobilizar manifestantes em várias partes do mundo, está sendo articulado para o dia 15 deste mês.

Na pauta, a busca de novos caminhos contra basicamente tudo o que está aí: o sistema político, partidos, corrupção, autoritarismo, ascensão da direita radical, esquerda corrompida, movimentos sociais desgastados, sindicalismo tosco, instituições que já não representam mais ninguém, o sistema internacional, a burocracia, as guerras, a desigualdade social, a discriminação, o aquecimento global, as políticas públicas equivocadas — ou a falta delas. O epicentro da organização desse grande gesto de indignação coletiva e global é a Praça da República, no centro de Paris, onde milhares de pessoas se reúnem todas as noites, há mais de um mês, em torno do movimento Nuit Debout. (Ver mais em Adriana Carranca O Globo de 07\05\16)

Os Demais Anos de Nossa Vida

A comunidade de ex-funcionários das Nações Unidas comparte um bom número de experiências similares e uma tremenda variedade de situações. Antes de mais nada reúne centenas de grupos de média duração, o tempo de uma boa parte de vida

profissional, e depois uma aposentadoria plena de memórias reconfortantes e um certo orgulho de ter colaborado, mesmo no ínfimo de sua parte, e sempre nos limites de suas possibilidades, para tornar esse mundo mais habitável e a qualidade de vida

mais saudável, com paz, harmonia e felicidade.

Somos também privilegiados por ter vivido o duradouro período de trabalho tendo adiante essa bandeira azul celeste que ilumina a consciência do mundo, sem ter precisado sujar as mãos na luta do capitalismo selvagem, desfrutando de empregos

mais saudáveis, mesmo quando enfrentados com desafios impostos pelos inimigos da paz e da amizade.

Mesmo os trabalhos intitulados locais, que não obrigam a traslados de vida, sempre foram orientados pela visão dos objetivos a que se aplicavam, ao desenvolvimento sustentável do mundo.

Quando chega o inevitável momento de parar, tanto nos deslocamos física ou virtualmente, que muitas vezes e muitos de nós, estamos plantados em lugares não imaginados no início da jornada. Escolhemos ou somos escolhidos por cidades e

espaços especiais que nos marcaram em algum momento da jornada, ou voltamos às raízes, cansados da boa batalha e faltos de sentimentos matriciais.

Formamos uma comunidade especial, e o grande desafio de entidades como a AAFIB é reconhecer a tarefa e habilitar-se para o cumprimento do amável desafio.

Atualidade do Fundo de Pensões

Recentemente temos publicado variados textos próprios e de autoria oficial de sindicatos e da FAFICS sobre nosso Fundo de Pensões. Sabemos que ele é estruturado em duas versões: a dos investimentos, cuja principal gestora é a Sra. Boykin, representante do Secretário Geral, que se vale de vários comités de assessoramento, controle e avaliação; e o chamado CEO do Fundo, que cuida da prestação de serviços aos associados. Uma organização sui generis que vinha funcionando com eficiência ao longo dos últimos anos.

Entretanto, desde que foi nomeada a RSG um clima de desconfiança emergiu no contexto do Fundo, em especial a suspeita de que se estava abrindo os investimento para um estilo Wall Street. O principal instrumento para isso teria sido o não preenchimento de postos estratégicos no caminho dos investimentos, deixando a RSG com excesso de poder de decidir os investimentos.

Do lado dos benefícios, a instalação do IPAS se complicou provocando atrasos graves na prestação de serviços, o que tem valido sérias críticas ao CEO, Sergio Arvizú. Há promessas de apressar a contratação de pessoal qualificado e reduzir o atraso na

entrega dos benefícios. Vamos estar atentos na cobrança de regularização da vida do Fundo. E para isso contamos com nossas representações em Nova York, em especial a FAFICS, mas também os sindicatos do pessoal ativo, com quem coincidimos interesses.

Primeira Reunião da AAFIB/RJ

Dentro da concepção institucional desenhada e consolidada pelos novos Estatutos, com o Diretório Central e Núcleos Regionais, foi realizada no dia 26 de abril o primeiro encontro da AAFIB do Rio de Janeiro, no UNIC-Rio, antigo Palácio do Itamarati, com a seguinte pauta:

Comemoração da Páscoa;

Entrega de placa de membro honorário ao diretor do UNIC-Rio;

Formalização do Núcleo AAFIB\RJ;

Informação sobre o Fundo de Pensões e outras atividades.

A reunião contou com a presença do diretor do UNIC-Rio, Giancarlo Summa, que recebeu a placa de membro honorário da AAFIB como parte de nossa adesão às comemorações dos 70 anos da ONU em 2015.

Foram sorteados entre os presentes alguns Kits da ONU, que foram distribuídos ano passado como parte dos festejos. Foi comemorada a Páscoa e o início das atividades da AAFIB neste ano, contando com a presença de Sugiyama Iutaka, que trabalhou anos no Fundo de Pensões em Nova York e nos deu um depoimento pessoal sobre a atualidade desse órgão. Como se discute em outra parte deste Boletim, nosso Fundo enfrenta dificuldades preocupantes. Iutaka apontou algumas das questões em jogo e recomendou nossa atenção e consciente apoio aos representantes junto ao Fundo. Fez parte das discussões o futuro da AAFIB e as atividades que deverão ser desenvolvidas este ano, sobretudo através da nova Unidade AAFIB/RJ.

Maria America assumiu a responsabilidade de organizar e conduzir os primeiros tempos do novo Núcleo, motivar os residentes no estado para encontros de discussão de matérias de interesse e montar uma equipe de orientação e assistência aos colegas

que tenham necessidade. 

 

Os Boletins das AFICS Hermanas

 

No começo algo moderadas e reduzidas a poucos países, as AFICS da região têm mostrado crescente vigor, o que foi demonstrado no recente encontro virtual regional. Acompanhando essa progressão estão surgindo Boletins com diferentes periodicidades, transformando-se em verdadeiros instrumentos de confraternização, agora não apenas nacionais mas regionais.

Enquanto aproveitávamos para reproduzir essa ou aquela matéria, pensamos que talvez seria oportuno reenviá-los para nossos associados. Os que desejarem receber esses Boletins, como o Noticiero da Argentina, o Boletín ASOPENUC da Colômbia, o Boletín de AFPNU do México, o Boletín AEFNUP do Peru e ainda outros, devem nos comunicar suas escolhas.

Notícia de Falecimento:

Nosso colega associado faleceu no ano passado, mas não fomos informados e não pudemos comunicar aos colegas que eventualmente poderiam querer prestar uma última homenagem ao amigo. Também não nos foi possível prestar ajuda à viúva,

caso fosse necessário. Por isso se recomenda, até mesmo em consideração aos colegas, comunicar à AAFIB o acontecido. Seria altamente recomendável que o membro associado orientasse seu cônjuge a buscar ajuda com a AAFIB, e como buscar esse contato.

Como Deixar Boa Memória

Igualmente, consideramos absolutamente conveniente manter o cônjuge preparado para atender às exigências do Fundo de Pensões e demais benefícios. Não é complicado, mas pode ficar muito complicado para o cônjuge sobrevivente num

momento de fortes emoções e tensões. Como reforço, deixe também o endereço e forma de comunicar-se com a AAFIB. Sua (ou seu) sobrevivente vai agradecer.

Novos Associados: (Sejam bem-vindos):

Sugiyama Iutaka trabalhou por 22 anos na ONU\ Nova York, esteve servindo no Fundo de Pensão e é amante de ópera.

Carlos Ferreira de Abreu Castro, aposentado do PNUD, reside em Brasília, é engenheiro florestal, foi coordenador de unidade de meio ambiente por 17 anos, atualmente atua como consultor.

Maria Helana Cozzolino, viúva de Antonio Martins de Oliveira, falecido em outubro de 2015, no Rio de Janeiro. É professora de nível superior, com livros publicados.

ANIVERSARIANTES DE MAIO (Nossas felicitações)

 

01\05 Bernardino Coelho Pontes RJ

15\05 Branca Moreira Alves

MG

06\05 Norma Siciliano RJ

19\05 Ruy Ferreira Jr RJ

07\05 Antonio Ferreira da Silva RJ (real: 25\04\28)

08\05 Renato Gusmão RJ

19\05 Julia Eick Martins Vieira RS

09\05 Paulimar José de Souza RJ

21\05 Maria Aparecida RJ

10\05 Telva Barros SP

22\05 José Leite Pereira Filho BSB

14\05 Josette Lenz Cesar RJ

25\05 Maria Helena Cozzolino

RJ

14\05 João Garcia Arruda Filho RJ

Pagamento da contribuição anual:

É fundamental a regularização das contribuições para a AAFIB. Não deixem de colocar-se em dia com suas obrigações

estatutárias. Quaisquer dúvidas entrem em contato com America Diniz (21-25585030).

 

EXPEDIENTE:

 

Diretoria da AAFIB: aafib@aafib.net;

jcalexim@terra.com.br; João Carlos Alexim Presidente 

giovanni.quaglia@gmail.com; Giovanni Quaglia Vice-presidente

evelrocha@gmail.com; Evelyn Rocha Secretária

dinizreismaria@gmail.com; Maria America Diniz Reis Tesoureira

Diretor Núcleo Baixada Fluminense\CPFA: Ilacir de Carvalho

Diretor Núcleo São Paulo: Udo Bock

Diretora Núcleo RJ: Maria America Diniz Reis

Diretor Núcleo Brasília: Giovanni Quaglia

Diretor Área Saúde: Cesar Vieira

Gerente do Site: Sumaya Garcia

Sede da AAFIB: Av. Marechal Floriano 196 Palácio Itamaraty:

UNIC-Rio\ Centro\ Rio de Janeiro\ RJ \ CEP 20080-002.